Duvidas

|


1- Com que idade as fêmeas podem engravidar?
2- Quanto tempo vive um porquinho?
3- Os porquinhos devem tomar banho?
4- Os porquinhos comem o jornal da gaiola, há problema nisso?
5- Eles transmitem alguma doença para nós?
6- Os porquinhos podem tomar sol?
7- Meu porquinho está dando pulinhos e gritando, parece louco, o que é isso?
8- Os machos são maiores que as fêmeas?
9- Quantos porquinhos devo ter?
10- A ração para coelhos é adequada para porquinhos?
11- Como sei se meu porquinho é macho ou fêmea?


1- Com que idade as fêmeas podem engravidar?
Algumas fêmeas já entram no cio logo no final do primeiro mês de vida, e já podem engravidar. No entanto, é aconselhável que se espere até que complete 3 meses para cruzá-la com um macho. Ainda mais importante é NUNCA cruzar pela PRIMEIRA VEZ uma fêmea com mais de 7 meses, pois poderá apresentar problemas na hora do parto.

2- Quanto tempo vive um porquinho?
Bem, os porquinhos vivem em média de três a quatro anos, dependendo dos cuidados que recebem e de como são criados; em geral animais criados em grupos grandes e ao ar livre vivem menos que os criados em duplas dentro de casa. No entanto sabe-se de vários animais que chegaram a viver até 7 anos, e o porquinho mais velho do mundo morreu com 14 anos de idade!!!

3- Os porquinhos devem tomar banho?
Os porquinhos não precisam tomar banho (e não devem), a menos que estejam com piolhos ou alguma doença de pele. Nesse caso dê banho com água morna e xampu anti-pulgas para GATOS (menos tóxico) nas horas mais quentes do dia, e depois seque com toalha.

4- Os porquinhos comem o jornal da gaiola, há problema nisso?
O hábito dos porquinhos de comer papel é super normal, não faz mal, é até uma fonte de fibras. O único problema é que a tinta usada nos JORNAIS contêm chumbo, um metal pesado tóxico aos animais, mas eu nunca tive problemas por causa disso em 14 anos de criação. Já o plástico não é muito bom que eles comam, mas também não creio que faça mal (os meus já comeram vários plásticos do fundo da gaiola e nunca tive problemas...).

5- Eles transmitem alguma doença para nós?
Os porquinhos saudáveis não nos transmitem doenças, mas eles podem ter salmonelose e passar para nós (se eles tiverem salmonelose vão adoecer também, apresentando diarréia grave e morte em poucos dias). Assim o ideal é que quando o animal estiver doente se lave as mãos após o contato com o porquinho. Os piolhos dos porquinhos não passam para seres humanos e nem para outros animais.

6- Os porquinhos podem tomar sol?
Os porquinhos somente podem pegar sol nas primeiras e nas últimas horas do dia, pois com o sol forte ficam facilmente desidratados e podem morrer de insolação. Eles não passam bem com o calor. Além disso, o sol pode causar câncer de pele nos animais com orelhas claras.
O ideal é sempre que se colocar a gaiola no sol deixar uma área com sombra para que eles possam escolher onde ficar.

7- Meu porquinho está dando pulinhos e gritando, parece louco, o que é isso?
O seu porquinho está realmente muito feliz! Estes pulinhos são de alegria pura! Não estão loucos e nem tendo ataques epilépticos....

8- Os machos são maiores que as fêmeas?
Existe sim diferença de tamanho entre os machos e fêmeas de porquinhos-da-índia, em geral os machos são um pouco maiores ( pesando entre 900g a 1,2Kg) que as fêmeas (700g a 900g).

9- Quantos porquinhos devo ter?
No mínimo dois!!!! Os porquinhos são animais super sociáveis e nunca deveriam ser criados sozinhos!!! Se tu não pretendes ter filhotes, o melhor seria possuir duas fêmeas, pois dois machos podem brigar, a menos que tenham sido criados juntos desde pequenos e nunca vejam uma fêmea.

10- A ração para coelhos é adequada para porquinhos?
A ração para coelhos é adequada, mas precisa ser complementada com verduras, que são ricas em vitamina C, essencial para a saúde dos animais. Se os teus porquinhos não comerem verduras de jeito nenhum, terás que colocar vitamina C líquida diluída na água que eles bebem; a diluição adequada é 1g de vit C por litro de água.

11 - Como sei se meu porquinho é macho ou fêmea?
Observe a região anogenital de seu porquinho . Os machos adultos apresentam a região um pouco "inchada" ao redor, devido ao saco escrotal. Fazendo um pouco de pressão com os dedos, o pênis do macho é facilmete exposto. Nas fêmeas, pode-se visualizar a membrana vaginal, que interrompe o sulco entre o orifício uretral e o ânus, separando-se ligeiramente os lábios vaginas com os dedos. Em animais mais jovens pode ser difícil a visualização destas estruturas, mas em geral as fêmeas possuem uma fenda do tipo Y e os machos um ponto de exclamação invertido.

Higiene

|



A higiene e a limpeza em seus alojamentos é muito importante pois se a situação higiênica estiver precária começará a vir odores e estará provavelmente exposto à doenças( o maior causador das doenças está na falta de higiene). A gaiola( ou o lugar onde os porquinhos estão alojados tem que ser bem ventilado e com bastante luminosidade ao dia e escuro à noite. Quanto à limpeza as gaiolas possuem aquela parte em baixo onde fica depositado toda a sujeita(urina, fezes e restos de alimentos) ou no próprio chão do alojamento tem que ser limpo diariamente pois se eles ficarem em contato com a sujeira, certamente 100% de chance de pegar algum tipo de doença. A ventilação também é importante na criação. A gaiola tem que ter correntes de ar(correntes de ar não é ventania e só o ar circulando) e se a gaiola estiver fora de sua casa, é necessário colocar alguma proteção contra os ventos fortes. Aí é simples, é só colocar jornal ou algum plástico em volta.

Cuidados na hora de comprar seu porquinho

|



Quando for comprar seu porquinho-da-índia, certifique-se de que ele esteja saudável e procure por sinais de doenças, tais como: diarréia, pêlo eriçado e opaco, piolhos, áreas peladas e olhos lacrimejantes. Não compre um animal se desconfiar que esteja doente.
Procure também por animais jovens, que se adaptarão melhor e mais rápido às novas circunstâncias.
Ao trazer o animal para casa, já tenha pronto o seu alojamento. Forneça-lhe alimento e água e o deixe descansar e se recuperar do stress da mudança.
Os potes de comida e água devem ser de material pesado, como cerâmica, para que eles não os derrubem, e que possam ser amarrados nas grades da gaiola. Para a água também se pode usar aqueles bebedouros automáticos especiais para cobaias de laboratório, que mantêm a água mais limpa.
É importante lembrar que porquinhos-da-índia são animais extremamente sociáveis e se sentirão tristes e deprimidos se forem criados sozinhos numa gaiola, principalmente se você não dispor de muito tempo para dedicar a ele. O ideal é que se tenha pelo menos dois, assim um fará companhia ao outro.

Minha porquinha da índia

|



Alimentação

|



Os porquinhos-da-índia são animais essencialmente herbívoros. Na natureza se alimentam principalmente de gramíneas, algumas folhas e flores. Para se obter uma alimentação equilibrada pode-se alimentá-los com ração industrializada específica para porquinhos-da-índia, ou na falta desta, pode-se usar ração de coelhos, e complementá-la com verduras, que deverão ser servidas uma vez ao dia, todos os dias.Procure não alimentá-los exclusivamente com ração, pois eles necessitam de grande quantidade de vitamina C, encontrada nos vegetais, pois são os únicos animais além do Homem a sofrer carência desta vitamina, apresentando os mesmos sinais de escorbuto. Uma das melhores fontes de vitamina C é a couve; uma das coisas que eles mais gostam é o capim, que sem dúvida é a melhor opção, uma vez que é o alimento natural dos porquinhos.

Importante: Cuidado ao alimentar seu porquinho-da-índia com ração para coelhos, pois elas não são balanceadas de acordo com as necessidades nutricionais dos porquinhos. O ideal seria que se fornecesse a ração própria para porquinhos, porém como a maioria delas são de marcas importadas e caríssimas, muitas vezes pode ficar inviável economicamente (principalmente se possuir muitos animais!). Nesse caso, é aconselhável olhar as informações sobre composição das diferentes marcas de ração para coelhos e comprar aquela que melhor corresponder às necessidades dos porquinhos (tenho visto algumas bem razoáveis), e complementar sempre com verduras. A escolha da ração é de extrema importância, tendo em vista a enorme quantidade de problemas e doenças que podem ser evitados simplesmente com uma boa alimentação. Para auxiliar na escolha da ração, abaixo coloco uma tabela com os valores* ideais por Kg de ração para os nutrientes mais importantes para os porquinhos:

O equilíbrio cálcio/fósforo é de extrema importância, devendo ser o mais próximo da relação 1,5:1 possível; o desequilíbrio desta relação, bem como níveis excessivamente altos de vitamina D na dieta podem ocasionar problemas de calcificações metastáticas e cálculo urinário. Muitas rações para coelhos possuem uma quantidade de vitamina E muito baixa para porquinhos, o que pode levar à problemas reprodutivos e musculares. É importante salientar que nenhuma ração para coelhos conterá vitamina C, sendo esta a razão pela qual se torna tão importante a suplementação com verduras e frutas frescas.

Atenção!

Alface pode causar diarréia em porquinhos, levando até mesmo à morte. Você pode dar alface ao seu animal, mas lembre-se de sempre dar poucas folhas, nunca os sature de alface; se seguires esta dica, com certeza não terás problema algum.

Gaiolas e Viveiros

|

Gaiola



___________________________________________________________________
Viveiro
______________________________________________________________


Você pode alojar seu porquinho em uma gaiola ou cercado no chão, que é a melhor opção no caso de se possuir vários animais.
O tamanho mínimo de uma gaiola para um animal é de 80x80 cm de piso, sendo que quanto maior for, melhor será a qualidade de vida deles.
Porquinhos-da-índia fazem muita sujeira, sendo necessário limpar o alojamento todos os dias.
A gaiola pode ser revestida com jornal, o que facilitará depois a limpeza. Também se pode usar serragem ou feno.
Aconselha-se a não usar madeira ou qualquer material com capacidade de absorção na construção do alojamento, pois são muito difíceis de se limar completamente; sempre ficará um pouco de urina retida, e o resultado disto será um cheiro desagradável.



Também a madeira pode abrigar parasitas, sendo depois muito mais difícil de se exterminar com eles. Além de tudo isso, porquinhos-da-índia são roedores e como tais certamente irão destruir em pouco tempo qualquer coisa que consigam roer, e madeira é uma delas.



Por serem animais tímidos, é necessário que se providencie locais próprios para esconderijo, onde se sintam seguros. Isto pode ser feito usando-se casinhas, que podem ser do tamanho de uma caixa de sapato (se for abrigar um único animal, e maiores se forem mais indivíduos), com uma pequena abertura, suficiente apenas para entrarem com facilidade. Essa casinha pode ser feita com acrílico opaco, que é um material leve e fácil de limpar, mas também pode ser de outros tipos de plástico ou outros materiais. Até mesmo uma caixa de sapato virada de cabeça para baixo com uma abertura pode servir, mas terá que ser trocada regularmente à medida que vai ficando suja.




Jamais aloje seu porquinho-da-índia numa espécie de aquário, como os usados para hamsters, pois eles necessitam de ventilação.

Os Filhotes

|

http://1.bp.blogspot.com/_QL35Yar3g3s/TK9bbwRQyeI/AAAAAAAAADQ/2UC2kOkvXQA/s1600/porquinho_india.jpg


Os filhotes nascem de olhos abertos, já cobertos de pêlo, meio preguiçosos e em algumas horas já conseguem comer alimentos sólidos(frutas, vegetais etc.)


A época para separar os filhotes da mãe(min.) é de 18 dias de vida porque é necessário a amamentação e também eles com 3 semanas de vida(21 dias já podem engravidar) então é melhor evitar pois se acontece a gravidez o filhote pode nascer prematuro ou com problemas.


- É importante colocar uma caixa de sapato dentro do alojamento com uma portinha para que se começar a ventar ou fazer frio, ele entra lá e se protege.


- Nesta época evite assustá-los ou ficar mexendo muito na gaiola.

Raças

|

Existem diversas raças de porquinhos-da-índia, embora pouco conhecidas no Brasil. Em países europeus e nos Estados Unidos, as raças são bem caracterizadas e há inclusive diversas exposições com prêmios aos melhores representantes de cada raça. A ACBA (American Cavy Breeders Association) é a associação de criadores de porquinhos-da-índia dos E.U.A.





Abissínio : De pêlo curto, formando rosetas, o Abissínio padrão possui dez rosetas. Existe também o Abissínio-Cetim, quando as rosetas possuem um brilho acetinado.






Dálmata : De corpo com machas pequenas. Cabeça com marcas laterais. As manchas podem ser de qualquer cor. Os Dálmatas carregam um gene letal recessivo, por isso nunca devem ser cruzados entre si. Como a cor dálmata é dominante, se cruzados com animais de outras cores, os filhotes nascerão Dálmatas.







Self : De pêlo curto e liso, corpo inteiro da mesma coloração .








Peruano : De pêlo extremamente longo e sedoso. É considerada a mais bela raça. Criá-los exige paciência, uma vez que os longos pêlos necessitam ser escovados constantemente. Também há o Peruano-Cetim. Penteado o pêlo deve ter forma circular.






Silkie : Muito parecido com o Peruano, mas geneticamente é um Americano de pêlo comprido. A maior diferença para o Peruano consiste no fato de que o pêlo do Silkie cresce atrás da cabeça e para trás. Penteado, o pêlo deve ter forma de gota. Também existe na variedade cetim.







Teddy : Ele possui esse nome por lembrar um ursinho de pelúcia. O pêlo é curto, denso e crespo. Também existe na variedade cetim.







Agouti : A cor originária dos porquinhos, a cor selvagem e dominante. Pêlos pretos com a pontinha marrom e preta.






Texel : Pêlo longo e crespo, é uma mistura do Rex com o Silkie.







Himalaio : É branco de olhos vermelhos, com as extremidades do corpo escuras. Existe nas cores preto e chocolate.





Coronet : Igual ao Silkie, mas com uma crista na cabeça.











Dutch : Com marcas coloridas na cabeça e região traseira.






Casco de Tartaruga : Com pêlos preto, branco e marrom, as cores não podem se misturar.




Observações Diárias :

|



Os olhos do seu porquinho limpos? Ele se mantém alerta? Reage a si e à comida como sempre reagiu? Sente alguma protuberância ou algo no porquinho? As fezes parecem uniformes? O porquinho bebe água normalmente? Anda normalmente? A cabeça inclinada pode significar uma infecção auditiva ou ácaros nas orelhas, tudo isso pra que? Para que seu Porquinho-da-índia venha ter uma vida boa,uma boa saúde e tudo mais...

Os Costumes e Hábitos

|


Os porquinhos são muito brincalhões, muito carinhosos e dóceis. A primeira vista, ele se mostra tímido, desconfiado e envergonhados.
- Adoram roer ou destruir tudo o que eles conseguem( papéis, folhas, madeiras etc.)
- Dão gritinhos o tempo inteiro. Quando você chega perto deles ou tenta pegá-los( isso no começo). Eles adoram um carinho e umas brincadeiras, mas para eles se acostumarem com isto, você tem que pegá-los e brincar ou passar a mão nele todos os dias e não precisa ser muito tempo. Eles também dão sempre umas mordidinhas bem de leve nos seus dedos, é só ficar com estes na frente do focinho dele fazendo carinho.

Origem e História

|


Um erro de navegação é o responsável pelo nome Porquinho-da-Índia.No século XVI, quando os navegadores espanhóis buscavam um novo caminho para as Índias, em busca de especiarias, aportaram por engano em terras sul-americanas, mais exatamente no atual Peru.Após provarem "churrascos" de um certo animalzinho que os nativos conheciam por Cuí(e assim o chamam até hoje por causa dos seus gritos curtos, semelhantes ao som emitido pelos porcos), simpatizaram com ele e o adotaram como mascote.Voltaram para o velho continente com vários deles nas malas e um nome equivocado: Porquinho-da-Índia.Logo após a chegada à Espanha, os "Porquinhos-da-Índia" peruanos se transformaram em moda e se espalharam por toda a Europa e o "Novo Mundo", não mais como alimentação, como eram e ainda são utilizados no Peru, mas como animais de estimação.Michael Schleissner, um aficcionado criador alemão de Porquinhos há 32 anos, esclarece:"Existe uma teoria de que tal nome lhe foi atribuído porque os navegantes (agora ingleses), ao retornarem da América do Sul trazendo o mascote predileto da Europa, paravam na Guiné, um país da costa africana. Ao saber da parada, as pessoas achavam que o bichinho vinha da Guiné, e não do Peru. E ele continua: "Outros atribuem o nome Porco-da-Guiné ao preço que era cobrado pelos marinheiros ingleses pelos bichinhos, um Guinea, uma moeda de ouro muito utilizada na época".

Bem-Vindo !

|



Ola, Leitores , esse blog foi criado para fornecer informações de como cuidar de seu porquinho-da-índia.

Obrigado !

 

©2009 Porquinhos-da-Índia | Template Blue by TNB